Was ist Chemie?

Chemie   (aus dem Griechischen  quemia  und  quemeia  ) ist die  Wissenschaft, die für das Studium des Fachs verantwortlich ist, sowohl in seiner Zusammensetzung als auch in seiner Struktur und seinen Eigenschaften  . Die Chemie umfasst Objekte wie  Atome  ,  Moleküle  und  Substanzen  , die  chemischen Reaktionen,  die sie durchlaufen, und ihre Beziehungen zu verschiedenen Energieformen.

Inhalt

História da químicaDisciplinas de QuímicaReações químicasO que é quimicaAlquimia: a origem da químicaHistória da quimicaRamos da químicaQuimica OrganicaQuímica InorgânicaQuímica AnalíticaQuímica FísicaBioquímicaPetroquímicaO que é engenharia químicaOnde estudar Engenharia QuímicaConceitos essenciais de químicaO que são reações químicasO que é uma ligação químicaQuais são os elementos químicosO que é energia químicaO que a química do sangue estudaO que é um ataque químicoComo fazer uma fórmula químicaExemplos de fenômenos químicosComo descrever as propriedades químicas de um compostoQual é a nomenclatura química
Die Person, die diese wissenschaftliche Tätigkeit ausübt, wird  Chemiker genannt  . Das Wort Chemie wird auch verwendet, um sich auf die positive Beziehung und emotionale Verbindung zu beziehen, die zwischen zwei Menschen entstehen kann (zum Beispiel: „Beide haben eine gute Chemie“). 
Geschichte der Chemie
Das Studium der Materie und ihrer Natur reicht bis in die Antike zurück, und zwar durch Disziplinen wie die  Alchemie  , aber die Chemie ist Teil der  modernen Wissenschaft  und übernimmt die Richtlinien und Methoden des wissenschaftlichen Denkens und Forschens (Entwicklung von Hypothesen, Beobachtungen und Erfahrungen machen, Theoriebildung). .

Die moderne Chemie entstand durch die sogenannte  Chemische Revolution  im 18. Jahrhundert, durch die Formulierung des  Massenerhaltungssatzes  und  Theorien zur Sauerstoffverbrennung  , die als Vater der Chemie gilt: der Franzose Antoine Lavoisier.
Chemiefächer
Die Chemie kann in zwei Hauptbereiche unterteilt werden:  organische Chemie  und  anorganische Chemie  . Einerseits widmet sich die organische Chemie der Untersuchung aller chemischen Verbindungen, die auf  Kohlenstoff  und verschiedenen Arten von  Kohlenwasserstoffen basieren .
Diese molekularen Verbindungen sind für die organischen Prozesse von Lebewesen äußerst wichtig   und können aus Kohlenstoff-Kohlenstoff-Bindungen oder Kohlenstoff-Wasserstoff-Bindungen bestehen.
 Diese Disziplin hat zahlreiche Anwendungen, die von der Entwicklung neuer Medikamente über die Herstellung umweltfreundlicher (  biologisch abbaubarer  ) Materialien bis hin zum Verständnis der lebenswichtigen Funktionen von Lebewesen reichen.

Andererseits  ist die anorganische Chemie  für die Untersuchung anorganischer Mineralien und künstlicher Chemikalien verantwortlich, die in  Laboratorien entwickelt und hergestellt werden  . Im Allgemeinen untersucht er alle Chemikalien, die nicht auf Kohlenstoffbindungen basieren (wie Wasser und Eisenoxid).
Andere Disziplinen, die das Gebiet der Chemie ausmachen, sind  physikalische Chemie  (die die Beziehung zwischen chemischen Verbindungen und Energie untersucht),  Biochemie  (die die in biologischen Organismen vorhandenen Substanzen untersucht) und  analytische Chemie  (die die Zusammensetzung einer Probe oder eines Materials in a untersucht). quantitativ oder qualitativ),  Neurochemie  (die die Rolle chemischer Verbindungen bei der Übertragung von Nervensignalen im menschlichen Gehirn untersucht) und  Industriechemie  (die sich dem Design und der Produktion neuer Materialien und Substanzen widmet, die in der industriellen Fertigung Anwendung finden können). ).
Chemische Reaktionen
Ein zentrales Element bei der Erforschung dieser Wissenschaft sind die Veränderungsprozesse, die in einem oder mehreren chemischen Elementen ablaufen können: die sogenannten  chemischen Reaktionen .
Es können reaktive Substanzen  oder  Reagenzien auftreten  , die zur Bildung neuer Verbindungen, sogenannter Chemikalien ,  führen   . Chemische Reaktionen können unterschiedlicher Art sein, unter denen wir Synthese-, Zersetzungs-, Substitutionsreaktionen usw. unterscheiden können.

Das Wort Chemie kommt von einer lateinischen Variable und arabischen Wurzeln:  chimica, chimia, alquimia  , eine Anspielung auf  Alchemie , die sich später in moderne Chemie verwandelt. Sie begann sich von der Alchemie zu unterscheiden, indem sie sich auf die Vielfalt der Bestandteile und Zusammensetzungen eines Elements bezog und die Eigenschaften eines oder einer Materie sowie die möglichen Transformationen definierte, die entstehen oder durchlaufen werden, ohne dass es zu Veränderungen, Abwandlungen oder Modifikationen darin kommt Es entsteht eine Materie.
Was ist Chemie?
Es wird gesagt, dass Chemie die Wissenschaft ist, die die Struktur, Zusammensetzung und Eigenschaften von Materie sowie die Veränderungen, die bei chemischen Reaktionen stattfinden, und deren Zusammenhang mit Energie untersucht. In einer anderen Definition der Chemie weist er darauf hin, dass sie in erster Linie für supraatomare Gruppen wie Moleküle, Gase, Metalle und  Kristalle verantwortlich ist  und deren statistische Eigenschaften, Zusammensetzungen, Reaktionen und Transformationen analysiert. Im Konzept der Chemie umfasst es auch die Unterscheidung der Eigenschaften und Wechselwirkungen von Materie auf molekularer Ebene.
Andererseits stellt der Chemiker Linus Pauling fest, dass die Chemie eine Wissenschaft ist, die die Struktur (Formen und Arten der Anordnung von Atomen), Substanzen, Reaktionen und Eigenschaften analysiert, die sie im Laufe der Zeit in verschiedene Substanzen umwandeln.
Eine andere Antwort auf die Frage, was Chemie ist, ist, dass sie eine der bedeutendsten Wissenschaften der Geschichte ist und ihre Studien in so vielen Bereichen Entdeckungen zutage gefördert haben, von denen einige anekdotisch, andere von großer Bedeutung sind, wie etwa Medikamente und Heilmittel für verschiedene Krankheiten.

Die Kompetenz dieser Wissenschaft liegt in der Untersuchung sogenannter chemischer Reaktionen, also des Systems, durch das zwei Elemente verbunden sind und in einem von ihnen eine Veränderung stattfindet. Auf diese Weise ist es möglich, einige grundlegende Elemente aus anderen Wissenschaften wie unter anderem Ingenieurwesen, Biologie, Pharmakologie und Geologie zu vermitteln; für Ihre eigene Analyse.
Die Definition der Chemie hat sich im Laufe der Zeit weiterentwickelt, da neue Entdeckungen die Funktionalität dieser Wissenschaft erweitert haben. Das Wort Chemie bezog sich nach Ansicht des Wissenschaftlers Robert Boyle im Jahr 1661 auf den Bereich, der die Prinzipien gemischter Körper analysierte.
Im Jahr 1662 wurde dieses Konzept als die wissenschaftliche Kunst behandelt, durch die man lernt, Körper aufzulösen.
Alchemie: der Ursprung der Chemie
Der Begriff „Chemie“ kommt vom Wort „Alchemie“, dem Namen einer alten Gruppe protowissenschaftlicher Praktiken, die verschiedene Elemente der aktuellen Wissenschaft sowie anderer Disziplinen wie Astronomie, Metallurgie, Mystik, Philosophie oder Medizin umfassten.

Die Alchemie wurde etwa 330 Jahre lang praktiziert und beschäftigte sich neben der Erforschung der Goldherstellung auch mit der Natur der Bewegung, der Zusammensetzung des Wassers, dem Wachstum, der spirituellen Verbindung zwischen Körpern und Geistern, der Entstehung von Körpern und ihrem  Zerfall  . Anfangs wurde ein Alchemist allgemein als „Chemiker“ bezeichnet, später wurde das Handwerk, das er ausübte, Chemie genannt.
Geschichte der Chemie
Está fortemente ligada à evolução do homem, uma vez que abrange todas as transformações dos elementos e as teorias correspondentes.
Nasceu no século 18 a partir dos estudos da alquimia, muito populares entre os cientistas da época. Acredita-se que os fundamentos básicos da química foram coletados pela primeira vez no livro do cientista britânico “Robert Boyle” (o quimista cético, 1661).
Sua história realmente começa um século depois com os estudos do francês Antoine Lavoisier e seus trabalhos sobre o oxigênio, a lei da conservação da massa e a objeção da teoria do flogisto como teoria da combustão.

O início do domínio químico é o manejo do fogo . Há evidências que datam de mais de 500.000 anos, indicando que na época do homo erectus, certas tribos estimavam essa conquista que ainda hoje continua sendo uma das tecnologias mais importantes para a evolução do homem. Uma vez que produzia luz e calor à noite e também os ajudava a se protegerem de animais selvagens. Também lhes permitiu fazer sua comida. Continha menos patógenos e era muito mais fácil de digerir. Desta forma, a mortalidade diminuiu e os padrões gerais de vida foram melhorados.
O filósofo Aristóteles pensava que as substâncias químicas eram compostas por quatro elementos: ar, terra, fogo e água. Ele acreditava que existia outro movimento paralelo, o atomismo, que afirmava que os elementos eram compostos por átomos, que são partículas invisíveis que podem ser descritas como a unidade mínima da matéria.
Depois que os princípios da combustão foram compreendidos, outra discussão de grande importância tomou conta da química. Vitalismo e a diferenciação fundamental entre química orgânica e inorgânica. Essa teoria pressupõe que a química orgânica só poderia ser originada por organismos vivos atribuindo esse fato a um vis vitalis intrínseco da própria vida.
Ramos da química
Ele é dividido em uma série de ramos que são descritos a seguir:

Quimica Organica
Na definição de química orgânica, ele ressalta que se trata do estudo de substâncias químicas formadas por carbono e hidrogênios, uma vez que essas são as estruturas, os componentes celulares vivos, estudando os seres vivos e as funções primárias e vitais como a respiração, a alimentação e os forma como se reproduzem, englobando as biomoléculas que os compõem como hormônios de forma natural e artificial, sendo o carbono o elemento comum entre eles.
Química Inorgânica
A química inorgânica é chamada o fato de não ter vida própria ou de não poder obter nenhuma substância de forma natural, esta química consegue constantemente fazer estudos sobre a composição, estrutura, integração e variedade de recursos destes elementos, corpos ou materiais como carbonato de sódio ou ácido sulfúrico, essa química inorgânica classifica as soluções químicas em função da função que cada uma desempenha, de acordo com a base, oxidação metálica e não metálica e sais.
Química Analítica
Para compreender as diferentes composições da química de uma matéria, uma molécula, uma amostra ou um objeto, é necessário conhecimento analítico e é aí que entra este ramo da química, a química analítica. Dos diferentes métodos científicos que são gerados em um laboratório subdivide-se em dois ramos que são: química analítica quantitativa e química analítica qualitativa.
Química Física
É quando a variedade de métodos que a física possui é aplicada aos diferentes problemas que os químicos apresentam, estudando a física, sua estrutura, as propriedades de uma matéria, as leis, as interações e as teorias químicas que as regem, descrevendo os procedimentos aplicando termos físicos ser capaz de compreender como prever e desta forma controlar tais procedimentos para a sua posterior utilização, descrevendo as bases dos princípios teóricos e quantitativos.

Bioquímica
Este ramo da química estuda a base química das moléculas e também dos tecidos, ou seja, estuda a forma de composição química dos diferentes seres vivos, suas células, bem como os componentes, proteínas, carboidratos, lipídios. E ácidos nucléicos, para saber como eles atuam com as diferentes mudanças e suas reações à medida que são metabolizados para obter energia, acoplando o que é a química biomolecular e o biossistema, sendo uma disciplina que integra esses estudos.
Petroquímica
Pertence à área de indústrias que utilizam petróleo e gás natural como matéria-prima. É responsável pelo estudo dos diversos derivados químicos e seus derivados oriundos do petróleo e do gás, extraindo substâncias como combustíveis fósseis, metano, butano, gasolina, querosene, diesel , asfalto e plástico, entre outros. , essas indústrias em seus diferentes produtos obtidos, que por sua vez assumem o conhecimento e a forma do mecanismo utilizado para sua extração.
O que é engenharia química
É um ramo da engenharia responsável pelo desenvolvimento, estudo, síntese, operação, desenho e otimização de todos os sistemas industriais que provocam alterações químicas, físicas e bioquímicas nos materiais.
Com foco no design de novas tecnologias e materiais, é um importante estilo de desenvolvimento e pesquisa. Ele também é um líder na área ambiental, pois ajuda a projetar sistemas ambientais amigáveis ​​e sistemas de descontaminação do meio ambiente.

A engenharia química é baseada em ciências básicas, como matemática (cálculo, álgebra linear ou superior, métodos numéricos, equações diferenciais, matemática avançada), outras ciências básicas incluídas são: cinética química, termodinâmica e fenômenos de transporte, e disciplinas aplicadas, como projeto de reator, engenharia de processos, projetos de equipamentos para sistemas químicos e mecanismos de separação. Além disso, aos poucos foram incorporando elementos de estudos ambientais, engenharia de alimentos, biotecnologia e engenharia de materiais.
Onde estudar Engenharia Química
É uma profissão na qual os conhecimentos de matemática, química e outras disciplinas básicas, obtidos através do estudo, prática e experiência, são aplicados judiciosamente para desenvolver formas econômicas de usar energia e materiais em benefício da sociedade.
No México, por exemplo, há um grande número de universidades em todo o país que possuem um corpo docente de química onde você pode estudar esta carreira, entre esses institutos se destacam:

INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AGUASCALIENTES.
INSTITUTO TECNOLÓGICO EL LLANO AGUASCALIENTES.
UNIVERSIDADE AUTÔNOMA DE AGUASCALIENTES.

Os engenheiros químicos dedicam-se a todas as atividades associadas ao processamento de matérias-primas (de origem vegetal, animal ou mineral) que tenham por objetivo a obtenção de produtos de grande utilidade e valor. Portanto, eles poderiam desenvolver suas atividades em:

Plantas industriais / empresas produtivas.
Empresas de construção e / ou montagem de instalações e equipamentos.
Empresas fornecedoras de serviços técnicos (manutenção, consultoria, controle de qualidade, etc.).
Entidades governamentais ou não governamentais de controle, credenciamento e padrões.
Universidades de ensino superior.
Centros de Pesquisa e Desenvolvimento (Industrial / Acadêmico).

Conceitos essenciais de química
O que são reações químicas
Uma reação química é o processo de ajustar átomos e encadear quando certas substâncias entram em contato. As características químicas variam, alterando o ajuste dos átomos nessa substância.
O que é uma reação química também pode ser definido a partir de dois pontos de vista, um macroscópico que a conceitua como “um método através do qual uma substância ou muitas substâncias são criadas a partir de uma ou mais outras” e o nanoscópico, que é definido como “uma redistribuição de íons e átomos, criando outras estruturas (redes ou moléculas)”.
A conceituação simbólica de cada uma das reações é chamada de equação química.
Os resultados obtidos a partir de alguns tipos de reagentes dependem do estado em que ocorre a reação química. No entanto, após um estudo meticuloso, descobriu-se que, embora os resultados possam mudar conforme as condições variam, certas quantidades permanecem constantes em qualquer reação. Esses números constantes, as quantidades conservadas, envolvem o número de cada tipo de átomo presente, a massa total e a carga elétrica.

O que é uma ligação química
É entendida como a mistura de átomos e moléculas para criar compostos químicos mais complexos e grandes, dotados de estabilidade. Nesse sistema, as moléculas ou átomos alteram suas propriedades químicas e físicas, formando novos elementos químicos homogêneos (não misturas), inseparáveis ​​por sistemas físicos como estofamento ou filtragem.
É uma realidade que os átomos que compõem a matéria tendem a se unir e atingir condições mais estáveis ​​do que sozinhos, por meio de diferentes técnicas que compartilham ou equilibram suas cargas elétricas naturais. Sabe-se que os prótons no núcleo de cada molécula têm cargas positivas e os elétrons em seu entorno têm cargas negativas, enquanto os nêutrons que estão no núcleo não têm carga, mas fornecem massa (e portanto gravidade).
As ligações químicas ocorrem na natureza e fazem parte tanto da matéria inorgânica quanto das formas de vida, pois sem elas não seria possível construir as proteínas e os aminoácidos complexos que compõem nosso corpo.
Quais são os elementos químicos
Um elemento químico é uma substância composta por moléculas que possuem o mesmo número de prótons em seu núcleo, esse número é conhecido como o número atômico do elemento. Os elementos não podem ser decompostos, por meio de uma reação química, em outros mais simples. Eles são representados por símbolos.

Um elemento químico não se decompõe em uma substância mais simples por meio de uma reação química. Por isso, suas moléculas possuem características físicas únicas. No entanto, é importante não misturar elementos (cujas moléculas têm o mesmo número de prótons em seu núcleo) com substâncias simples (cujos átomos têm apenas um tipo de molécula).
Devemos lembrar que, no conceito de química, uma reação química é a mudança ou fenômeno químico em qualquer mecanismo termodinâmico (o desenvolvimento de algumas magnitudes em relação a um processo termodinâmico, ou seja, uma parte do universo isolado a ser analisado) em que a metamorfose de um mínimo de duas substâncias, cuja estrutura e ligações atômicas se transformam para dar lugar ao nascimento de novas substâncias, esse resultado é conhecido como produto.
O que é energia química
Quando falamos de energia química, nos referimos àquela que se origina por meio de reações entre átomos de um ou mais compostos. Em outras palavras, é a energia interna que uma substância ou um corpo possui, dependendo dos tipos de ligações que se originam entre seus componentes químicos e da quantidade de energia que pode ser liberada nas reações entre eles.
Este tipo de energia na química é uma das maneiras pelas quais a energia se revela, na verdade ela está sempre associada à matéria e é mostrada quando uma modificação específica se origina nela. Isso poderia acontecer na presença de fontes de calor, ou de qualquer outra substância, o que provoca uma troca de partículas que, normalmente, provoca luz, calor e outra forma de energia da reação.

Desse modo, são um estilo de energia potencial, incluído em substâncias químicas, que uma vez que atuem em uma reação se transforma imediatamente em outra forma de energia utilizável. Dessa forma, por exemplo, funcionam os sistemas de combustão da gasolina e de outros hidrocarbonetos fósseis.
O que a química do sangue estuda
O que se chama popularmente de hemograma é na verdade a realização de um estudo químico do sangue, que consiste na extração e centrifugação de um pouco de sangue, já que nele se dissolvem diversos compostos que facilitam o conhecimento. Esse é o estado de saúde do indivíduo. e, caso seja identificada alguma doença, poder definir o tratamento correto.
Trata-se, então, da correta identificação e leitura dos níveis dos compostos químicos localizados no sangue. O estudo desses componentes pode ser muito útil, pois as quantidades de diferentes substâncias podem ajudar a saber como funcionam os diferentes sistemas do corpo.
O exame de sangue ajuda principalmente a avaliar de três a seis elementos, como uréia, ácido úrico , glicose, colesterol e triglicerídeos. Porém, dependendo das especificações do médico que indica este estudo, ele pode ser estendido para até 32 elementos.

O que é um ataque químico
É um ato perpetrado contra uma nação com armas químicas ou popularmente conhecidas como armas nucleares. Esses eventos são muito graves, pois deixam dezenas de mortos causando um grande impacto global onde obriga a maior parte da comunidade internacional a agir.
Ataques químicos podem ser feitos com sarin ou gás dicloro, por exemplo, o atentado ocorrido na cidade síria, Duma, em abril de 2018, durante uma guerra civil no país.
Além disso, outro ataque semelhante é conhecido na região síria de Ghouta em agosto de 2013 com gás sarin.
Como fazer uma fórmula química
As fórmulas químicas são uma representação abreviada de substâncias, são uma espécie de chave química ou notação (são simbolizadas por signos convencionais). Cada tipo de substância existente tem sua fórmula, ou seja, uma fórmula, em si mesma, servirá para representar uma única substância.

São compostos por símbolos químicos (letras) e subscritos (números), que identificam a classe de molécula presente na substância e sua quantidade. Embora, em alguns campos da química, como a chamada química orgânica, os compostos apresentem uma certa recorrência funcional e estrutural, o que ajuda a reconhecer fragmentos de átomos como radicais (unidade molecular com ligações livres) ou conjuntos funcionais (unidades atômicas completas e fechadas )
Essas fórmulas são representadas e registradas pela chamada tabela periódica dos elementos químicos.
Exemplos de fenômenos químicos
Há um grande número de fenômenos químicos, a seguir citaremos alguns deles:

Desintegração de um medicamento em água.
Extração de petróleo.
Oxidação de um metal.
Digestão de alimentos.
Fermentação do vinho em vinagre.
O leite se transformou em coalho.
A reação de duas ou mais substâncias (como a reação de oxigênio e hidrogênio para criar H2O).

Como descrever as propriedades químicas de um composto
As propriedades dos compostos são diferentes das dos elementos que os constituem. Cada um dos compostos tem uma fórmula e um nome diferentes. Esta fórmula mostra quantas moléculas de cada elemento o composto possui. Por exemplo: a fórmula para H2O (água), o 2 no meio indica que cada partícula de água tem 2 átomos de hidrogênio. O O simboliza o oxigênio; se não tiver um número, indica que cada partícula de água possui um átomo de oxigênio.

Qual é a nomenclatura química
Nomenclatura química refere-se às regras e regulamentos que orientam a designação (nome ou identificação) de produtos químicos.
Na nomenclatura química, os compostos orgânicos são aqueles que possuem carbono, geralmente ligados a oxigênio, hidrogênio, enxofre, boro, nitrogênio e alguns halogênios.
Bei den übrigen Verbindungen handelt es sich vermutlich um anorganische Verbindungen. Diese werden nach den von der IUPAC festgelegten Regeln benannt.

Go up

Diese Website verwendet Cookies